Grupo VICEL lança o ECOPACK com palestra técnica na Brasil Offshore

brasil-offshore-ecopack

30 jun Grupo VICEL lança o ECOPACK com palestra técnica na Brasil Offshore

A Brasil Offshore foi, sem dúvida, o principal evento em 2015 para a indústria apresentar suas inovações e concretizar novos negócios. O Grupo VICEL se beneficiou da oportunidade para lançar o ECOPACK, a nova geração do sistema de tratamento de águas cinzas para navios e plataformas desenvolvido pela empresa. O equipamento pode ser conferido no estande do Grupo VICEL, no Pavilhão Principal. E, para apresentá-la ao mercado, o Grupo VICEL também fez uma palestra técnica no Espaço do Conhecimento, no dia 25. O Gerente Técnico, Thadeu Paravidino, explicou ao público sobre o processo de melhorias do sistema e detalhou os benefícios desta nova geração. Além disso, destacou que esta é a única solução testada e comprovadamente eficaz disponível no mercado. Estiveram presentes clientes, parceiros, estudantes, visitantes da feira e colaboradores.

O Gerente Técnico da empresa, Thadeu Paravidino passou muitas informações sobre o novo produto, como, por exemplo, as principais diferenças em relação à antiga versão (GWTS). “Em termos gerais, o design é mais compacto, uma vez que os três módulos do modelo anterior foram integrados em um único skid. Isso facilita também a instalação do equipamento, principalmente, com relação ao módulo de pré-tratamento, que, além de reduzido e mais leve, já vem suportado estruturalmente pelo skid da unidade. Os clientes terão o benefício de ter um sistema que já vem preparado para ser instalado sem necessidade de obras ou novas estruturas”, afirmou. Thadeu explicou, ainda, que o maior diferencial, no entanto, é em relação à operação e manutenção do sistema. “O ECOPACK conta com lâmpadas UV que, além de mais potentes, são auto-limpantes. Ou seja, automaticamente após o tempo programado, o sistema faz a limpeza dos bulbos das lâmpadas garantindo sempre a máxima eficiência de tratamento. Como essa era a principal manutenção requerida pelo GWTS, considero essa a maior vantagem do ECOPACK. Outros automatismos foram implementados, como o controle de vazão de descarga, alternância automática entre bombas e a utilização de um IHM para facilitar a operação e controle do sistema”, disse.

Em meio a tantos benefícios, seria comum os clientes pensarem na elevação de custos. Porém, o Gerente Técnico do Grupo VICEL, afirmou que, mesmo com todas as melhorias e automatismos implementados, a empresa conseguiu agregar maior inteligência na gestão da fabricação e negociação com fornecedores. Por isso, mantém o mesmo nível de preço praticado anteriormente para o mercado no lançamento do ECOPACK. “Os custos da instalação do ECOPACK são significativamente inferiores se comparados aos do GWTS, o que demonstra a nossa preocupação em tornar o equipamento mais eficiente e, ao mesmo tempo, reduzir o volume de investimento final feito pelos clientes”, afirmou.

Thadeu Paravidino comentou sobre a expectativa em relação ao lançamento do novo produto. “Esperamos que o mercado veja o ECOPACK como uma solução ideal para o tratamento de águas cinzas em navios e plataformas. A 2ª Geração do sistema surgiu de uma vasta experiência, contando com quatro anos e quase 20 equipamentos da 1ª geração em operação no país. Isso permitiu ao Departamento Técnico do Grupo VICEL aprimorar os componentes e a eficiência do sistema com base no retorno que os equipamentos nos deram em termos de manutenção e performance e na resposta dos próprios clientes, além do tempo de maturidade da Nota Técnica 01/11 e do IBAMA na fiscalização do setor. Por esse motivo, vemos o lançamento do ECOPACK como a consolidação da experiência de campo e do conhecimento técnico da equipe VICEL, entregando para o mercado um equipamento de confiabilidade e qualidade ainda maiores”, explicou.

O ECOPACK é um projeto 100% desenvolvido pelo Grupo VICEL, possui mais de 90% de conteúdo nacional e foi desenvolvido para atendimento aos requisitos das novas regulamentações ambientais brasileiras de tratamento e descarte de águas cinzas por navios e plataformas: a NT01/11 do IBAMA e a Resolução CONAMA 430.

Thadeu Paravidino explicou que a NT01/11 do IBAMA tornou obrigatório o tratamento de efluentes sanitários como um todo no Brasil. Anteriormente, para navios e plataformas, essa obrigação era apenas para águas negras (efluentes de vasos sanitários e mictórios), sendo regulada pelo Anexo IV da MARPOL 73/78. “Para a NT01/11 do IBAMA, ao contrário da regulação internacional, não há distinção entre águas negras e cinzas, considerando tudo como esgoto sanitário e obrigando o tratamento anterior ao descarte. Além disso, a NT01/11 determina a medição e o registro quantitativo e qualitativo do efluente gerado e tratado trimestralmente. Com isso, os navios e plataformas que antes seguiam a MARPOL 73/78 no que tange ao tratamento somente das águas negras, precisam se adequar e tratar também as águas cinzas antes do descarte, disse Thadeu.

Contudo, o especialista afirmou que muitos sistemas dimensionados para o tratamento de águas negras apenas, não suportariam o aumento do volume de efluente ao incluir as águas cinzas no processo. Assim, o ECOPACK surge como a principal alternativa para comportar o tratamento de águas cinzas sem a substituição de todo o sistema de tratamento de efluentes.

“Importante ressaltar que o ECOPACK é a única solução testada e comprovadamente eficaz disponível no mercado. E o usuário que faz a opção pelo nosso sistema conta, ainda, com assistência técnica local e estoque de partes e peças sobressalentes para entregas sob demanda, o representa um benefício adicional aos clientes da VICEL no Brasil”, finalizou.

Tags:
,
Nenhum comentário

Ecrever comentário