Resolução da Organização Marítima Internacional proíbe o descarte de águas negras no mar

Resolução-MEPC-227-64-

22 fev Resolução da Organização Marítima Internacional proíbe o descarte de águas negras no mar

Grupo VICEL é a única empresa no Brasil capaz de fornecer sistemas homologados pela nova norma MEPC 227 (64)

Em janeiro de 2016, entrou em vigor a Resolução MEPC 227 (64) do Comitê de Proteção do Ambiente Marinho da Organização Marítima Internacional (IMO), cujo objetivo é impedir a aceleração do processo de nitrificação dos mares, através do controle e redução do descarte de nitrogênio e de fósforo a partir das águas tratadas de embarcações, inclusive as sem passageiros, e unidades marítimas.

Essa resolução proíbe o descarte de águas negras (efluentes sanitários) no mar, com exceção de embarcações com sistemas de tratamento de efluentes homologados, que atendam aos requisitos de descarte de efluentes abaixo de 10mg/l nitrogênio e menos de 1.0mg/l de fósforo.

A maioria dos sistemas atuais que utilizam a diluição como parte do processo de tratamento terão dificuldades em cumprir os novos padrões de efluentes e protocolos de testes da nova resolução, mas terão que se adaptar.

A resolução MEPC 227 (64) foi criada em outubro de 2012 na 64°reunião da Organização Marítima Internacional (IMO) e muda os requisitos de descarga e protocolos de testes adotados pela Resolução MEPC 159 (55).

Com isso, as normas para o descarte do efluente tratado ao mar tornam-se mais restritivas e exigentes, o que segundo Gerente Comercial do Grupo VICEL, Bruno França, traz uma reflexão para as empresas de embarcações, pois há poucos fabricantes de sistemas já homologados para nova regulamentação.

“Devido a intensificação na obrigatoriedade, não serão tolerados tratamentos ineficientes e negligências por parte das empresas exploradoras e produtoras de petróleo. Com a nova norma será aumentado a monitoração dos sistemas de tratamento de esgoto sanitários, elevando sua categoria de importância, de secundária para primária, já que o não cumprimento da norma é passível de paralizações e multas” – explica França.

O Grupo VICEL já acumula mais de 60 instalações do sistema para tratamento de efluentes Omnipure, e atualmente presta manutenção através dos contratos vigentes em mais de 110 sistemas em operação nas Indústrias Naval e de Óleo e Gás no Brasil. É representante exclusivo no Brasil da De Nora Water Technologies (antiga Severn Trent De Nora) desde 1995. Além de contar com um corpo técnico de mais de 20 engenheiros de campo, o Grupo VICEL possui um estoque de peças sobressalentes originais para entrega imediata.

Nenhum comentário

Ecrever comentário