Acordo estimula reuso de água em indústrias no Brasil

23 set Acordo estimula reuso de água em indústrias no Brasil

Implementação da prática de reuso da água e da capacitação do setor industrial a respeito do uso responsável dos recursos hídricos fazem parte do acordo
Foto: Akatu

Foto: Akatu

 

Foi assinado nesta quarta-feira, 21, no Rio de Janeiro, um acordo de cooperação entre a Agência Nacional de Águas (ANA), a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O objetivo é aprimorar o gerenciamento de recursos hídricos no Brasil e incentivar o uso eficiente da água no setor industrial. A parceria terá vigência de dois anos a partir da assinatura, prorrogável por igual período.

O acordo consolida a disposição das três instituições em construir uma agenda positiva que contribua para reduzir os problemas decorrentes da escassez hídrica, enfrentados pela sociedade e pelo setor industrial . As frentes de atuação envolvem as demandas hídricas, o uso racional e o reúso da água, a cobrança pelo uso de recursos hídricos e a capacitação do setor industrial.
A cooperação técnica também prevê o compartilhamento de dados e informações, a elaboração de estudos, além da capacitação e do treinamento de pessoal que atua no setor industrial. Além disso, a parceria poderá contribuir para o avanço da implementação articulada da Política Nacional de Recursos Hídricos, aproximando os entes que atuam no Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (SINGREH) de um dos principais setores usuários de água: a indústria.
Segundo o relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil, da ANA, a indústria é responsável por 17% da vazão de água retirada no País: 2373 metros cúbicos por segundo – um metro cúbico equivale a 1000 litros. O setor somente retira menos água do que a irrigação (54%) e o uso urbano (22%).
Em termos de consumo (água retirada e que não retorna diretamente à natureza), as indústrias consomem 7% da vazão consumida no Brasil: 1161m³/s. Três outros usos consomem mais água que as indústrias: irrigação (72%), urbano (9%) e uso animal (11%).

smart-mbr-520x376O reuso, sem dúvidas, é uma das formas mais eficientes para a indústria poupar água. O Grupo VICEL é especialista no assunto e oferece as melhores soluções e custo benefício.Para reduzir o consumo de água e taxas de esgoto ou descarte, o Grupo VICEL realiza projetos nas modalidades BOT (Build, Operate and Transfer), BOO (Build, Own and Operate) ou O&M(Operation & Maintenance) para reuso não-potável de efluentes.

De acordo com o Engenheiro de Vendas da empresa, Victor Carvalho, os sistemas MBR (Membrane Bio-Reactor) utilizados são os mais compactos do mercado e possuem o menor consumo elétrico por metro cúbico de efluente tratado. “Oferecemos um sistema que entrega água de reuso classe 1, sem necessidade de polimentos adicionais, produtos químicos ou retrolavagens. Nossos sistemas podem atender locais de grande circulação de pessoas, como condomínios, hotéis e shopping centers, entre diversos outros empreendimentos comerciais e industriais”, afirma.

Texto:Raylton Alves – ASCOM/ANA
Foto: Raylton Alves / Banco de Imagens ANA